A consulta advocatícia é a materialização do conhecimento adquirido. A atenção dispensada a durante esse atendimento demanda esforço, investimento e competência e precisa adequar-se ao caso apresentado, caso contrário, pode ocasionar em prejuízos ao cliente e à imagem do profissional. Assim, a cobrança de consulta significa valorizar o conhecimento do Direito. Antes de tudo, é legítima e jamais deve ser interpretada como um tipo de constrangimento ao cliente.

Compreendendo o valor do conhecimento jurídico e como ele repercute na vida da sociedade e da advocacia, a Escola Superior de Advocacia do Ceará (ESA/CE) lança uma campanha de conscientização sobre e necessidade de cobrança das consultas.

O diretor tesoureiro da ESA/CE e professor de Direito Empresarial e Processo Civil, Edson Portela, está à frente da Campanha. Como professor, Portela já trata sobre a necessidade da cobrança de consulta jurídica há mais de 7 anos. Sempre sob o enfoque de que a advogada e o advogado têm como sua matéria-prima o tempo, ele ressalta que todo o rito processual brasileiro é baseado nesse elemento, ou seja, prazos para serem cumpridos, sob pena, inclusive, de perecimento do direito. “Efeitos processuais graves como a revelia levam o tempo em consideração. Portanto, toda produção intelectual da advocacia é baseada em tempo. Assim, muitos advogados e advogadas em inicio de carreira tinham a imensa dúvida se deveriam ou não cobrar consulta pelo tempo que levam para esclarecer um questionamento de um cliente ou mesmo para ter uma reunião inaugural, por tudo isso a campanha se justifica”, avalia.

 

VALORIZO CONHECIMENTO, COBRO CONSULTA

A campanha, que conta com material para redes sociais e sites, além de folder para exposição em escritórios, traz consigo a valorização do conhecimento jurídico e da própria profissão, por meio da remuneração das horas despendidas em atenção ao cliente.

“Ora, a boa advogada ou o bom advogado está sempre se qualificando, estudando, investindo em seu aperfeiçoamento técnico-jurídico, exatamente para estar preparado para analisar tecnicamente situações trazidas pelos clientes e buscar a melhor estratégia para resolução da querela. Não existe melhor instituição para levantar a bandeira da valorização do conhecimento jurídico do que a Escola Superior de Advocacia do Estado do Ceará. Esperamos que a campanha seja abraçada por toda a classe, bem como pela própria sociedade civil. Lembrando sempre que advogado não tira dúvida, consulta!”, conclui Edson Portela.

 

LANÇAMENTO

Durante a noite de hoje, 27 de agosto e 2018, por ocasião da a aula de Prática em Processo Civil, do Curso preparatório para o exercício da advocacia, ocorrerá o lançamento da campanha, que nasceu dentro de sala de aula.

_

PARTICIPE, FAÇA O DOWNLOAD DO MATERIAL ABAIXO E DIVULGUE A CAMPANHA EM SUAS REDES SOCIAIS OU ESCRITÓRIO.

 

 

REDES SOCIAIS 

1. Advogada não quebra galho. Advogada consulta, esclarece e orienta. 

 

2. Advogado não quebra galho. Advogado consulta, esclarece e orienta. 

 

3. Advogada não tira dúvida. Advogada consulta, esclarece e orienta. 

 

4. Advogado não quebra tira dúvida. Advogado consulta, esclarece e orienta. 

 

5. Advogada não dá conselho. Advogada consulta, esclarece e orienta. 

 

6. Advogado não dá conselho. Advogado consulta, esclarece e orienta. 

 

FOLDER PARA IMPRESSÃO

1. Advogada não tira dúvida. Advogada consulta, esclarece e orienta.

 

 

2. Advogado não tira dúvida. Advogad0 consulta, esclarece e orienta.