Descrição

Professor: CÍCERO EDUARDO SILVA FERREIRA
Advogado (OAB/CE 16.672), Graduado em Direito pela UNIFOR e Pós Graduado em Direito Previdenciário (Damásio Educacional) Professor convidado da Pós Graduação na disciplina de Direito Previdenciário da Estácio (Centro).
Palestrante e Instrutor de Oratória. Realiza palestras sobre MOTIVAÇÃO E ORATÓRIA em várias instituições e ministra Cursos de Oratória na Escola Superior de Advocacia-ESA e na Universidade de Fortaleza – UNIFOR.

Conteúdo Programático:

  1. A Oratória:

Quando e onde surgiu?
Para que serve?
O que ganho treinando oratória?

  1. Ajustando as EMOÇÕES:

O papel da emoção – o entusiasmo necessário
Como ter controle emocional
Programando o orador – como se motivar

  1. Ajustando as IDEIAS e o ROTEIRO:

A persuasão – o que é como usá-la
Os diversos tipos de propostas
Os tipos de narrativas: como usá-las?
Criando um roteiro prático
Aplicando a clareza essencial
A objetividade necessária
Temperando o discurso para despertar interesse
O apoio visual – slides, vídeos e lousa

  1. Ajustando a VOZ:

Ganhando volume de voz – curando a voz fraca
Os tons da voz e a tonalidade mais recomendada
Timbre de voz e a impostação agradável

  1. Ajustando a FALA:

Como melhor a dicção e ter precisão articulatória?
Curando os cacoetes verbais
A fala acelerada e “marcha lenta”. Como aplicar o ritmo adequado ao discurso?
A fala interessante – dicas para temperar o discurso

  1. Ajustando a LINGUAGEM CORPORAL:

O papel da linguagem corporal
A linguagem corporal confiante
Os gestos – uso controlado e o uso dominante
A movimentação necessária e proposital.

Datas: 7, 8 e 9 de outubro de 2019
Carga Horária: 09 h/a
Horário: 19 às 22 horas.
Local: ESA/CE – Av. Washington Soares, 800 – Guararapes

Investimento: Graduado R$ 140,00 e Graduando R$ 120,00 (enviar declaração da faculdade para esace@esace.org.br e solicitar o desconto de estudante).

 

NÃO GARANTE DESCONTO NA ANUIDADE 2020 DA OAB/CE.

 

A ESA se reserva no direito de adiar o início do curso, alterar o professor se necessário, bem como, no caso de não ser atingido o número mínimo de inscrições para o financiamento do curso, cancelar sua realização, sem que isso implique infração contratual, nem possibilite ao aluno cobrar qualquer tipo de reparação a essa instituição.