O Núcleo de Estudos em Direito do Trabalho (NEDTrab), da Escola Superior de Advocacia do Ceará (ESACE) realizou nesta terça (13), a palestra “Os Desafios da Execução no Processo do Trabalho” com o juiz André Braga Barreto, da Divisão de Execuções Unificadas, Leilões e Alienações Judiciais do TRT da 7° Região.

“Hoje trouxemos o juiz André Braga Barreto, do TRT da 7° Região, que tratou sobre questões práticas que os advogados encontram no dia a dia, em uma conversa mais informal e descontraída”, afirma Raul Aguiar, coordenador do Núcleo de Estudos em Direito do Trabalho (NEDTrab).

Paulo Franco, Conselheiro da ESACE e Diretor de Relações Institucionais da OAB/CE falou do novo momento de capacitação junto a AMATRA7: “O evento de hoje inaugura um novo momento em que a ESACE e a AMATRA7 buscam um caminho de cooperação para a melhoria do estudo do Direito do Trabalho, visando buscar valorização da Justiça do Trabalho. Outros virão”.

O palestrante da noite, juiz André Braga Barreto, Diretor Cultural da Escola Judicial do Tribunal Regional do Trabalho do Ceará – 7° Região, falou sobre os temas abordados e da parceria que se inicia entre AMATRA7 e ESACE: “A palestra abordou temas polêmicos na execução trabalhista, principalmente depois da Reforma Trabalhista, que vai fazer agora 2 anos, e estamos ainda em um período de muita turbulência, fixação de entendimentos em relação a essas mudanças e de adequação dos profissionais do Direito. Buscamos estimular a necessidade de vermos com um novo olhar, colar nossas energias para os processos de execução para que possamos ter um processo mais efetivo, não só tenha a decisão de mérito, reconhecendo o direito a quem quer que seja, mas que essa decisão se converta no mundo real e na prestação do bem para a vida daquele trabalhador que teve o direito reconhecido.”

E ainda destacou a realização do evento: “Quero destacar a iniciativa da ESACE, através do NEDTrab, de chamar os juízes para palestrar, é uma parceria sempre muito bem vinda. Estamos com todo interesse em fazer parcerias, convênios, para realizar eventos, sempre em prol da comunidade jurídica aqui do Ceará.” Ressaltou o juiz André Braga Barreto.

Durante todo o Mês da Advocacia, teremos uma programação especial para a advocacia cearense.