Abas primárias

Grátis
Garante desconto na anuidade: 
Não
Vagas disponíveis: 
0

Tenho interesse nesse curso e gostaria de ser informado quando estiver aberto para novas inscrições.

Telepresencial
Informações
Dias: 
30 e 31 de Janeiro e 1, 2, 6, 7, 8 e 9 de Fevereiro
Horário: 
19h (Horário de Brasília-DF)
Local: 
ESA (Av. Desembargador Moreira n° 2355 B – Dionísio Torres)
Carga Horária: 
16 horas
Coordenação 
Carlos Augusto Marcondes de Oliveira Monteiro
 
Programa 
30/1 – segunda-feira
O novo CPC e os pressupostos recursais no processo do trabalho.
Carlos Augusto Marcondes de Oliveira Monteiro (advogado)
 
31/1 – terça-feira
O novo agravo de instrumento no processo do trabalho.
Carla Teresa Martins Romar (advogada)
 
1º/2 – quarta-feira
Incidente de demandas repetitivas.
Maurício Pereira Simões (juiz do trabalho do TRT-2ª Região)
 
2/2 – quinta-feira
Aplicação do CPC quanto ao incidente de desconsideração da personalidade jurídica.
Luís Carlos Moro (advogado)
 
6/2 – segunda-feira
O ônus da prova e o novo CPC.
Gerson Pistori (desembargador do TRT-15ª Região)
 
7/2 – terça-feira
Sentença trabalhista e o novo CPC.
André Cremonesi (juiz do trabalho do TRT-2ª Região)
 
8/2 – quarta-feira
Ação rescisória.
Ivani Contini Bramante (desembargadora do TRT-2ª Região)
 
9/2 – quinta-feira
Impugnação à expropriação pelo novo CPC e o processo do trabalho.
Francisco Ferreira Jorge Neto (desembargador do TRT-2ª Região)
 
Horário 
19 h (Horário de Brasília-DF)
 
Carga horária 
16 horas-aula
 
Inscrição gratuita!
 
Informações* 
Pessoalmente na ESA ou através do telefone: (85) 3272-1707
 
Local de transmissão 
ESA CE – Escola Superior de Advocacia do Ceará Avenida Desembargador Moreira, 2355 B Dionísio Torres - Fortaleza/CE
 
* No ato da inscrição serão necessários os seguintes dados:
Advogado: nome completo, telefone e número de inscrição na OAB.
Graduando e bacharel do Curso de Direito: nome completo, CPF, RG, e-mail e telefone.
 
Para efetuar sua inscrição clique no link ao lado “Inscreva-se”.
 
Vagas limitadas!
A ESA se reserva no direito de adiar o início do curso, alterar o professor se necessário, bem como, no caso de não ser atingido o número mínimo de inscrições para o financiamento do curso, cancelar sua realização, sem que isso implique infração contratual, nem possibilite ao aluno cobrar qualquer tipo de reparação a essa instituição.